Neste episódio falamos sobre inclusão e falar de inclusão implica falar de desenvolvimento, e falar de desenvolvimento significa não só não deixarmos para trás 15% da população mundial, cerca de um bilião de pessoas com algum grau de deficiência segundo dados da UNDP, mas contar com todas e todos nas diversas fases do processo do desenvolvimento sustentável, isto é, a inclusão deve significar inovação, empreendedorismo, educação, cidade sustentáveis, cultura, entre outros.

Em Portugal, um milhão e setecentas pessoas têm pelo menos uma incapacidade, quase meio milhão não consegue de todo executar uma ação como ver, ouvir, andar, compreender os outros ou fazer-se compreender.

Temos números animadores na área da educação. com 99% das e dos alunos com deficiência a frequentarem o ensino regular. Contudo se o desemprego desceu 18,8% para a população em geral, aumentou 26,7% na população com deficiência, segundo o observatório da deficiência e direitos humanos num relatório de 2017.

O risco de pobreza e exclusão é assim experienciado sobretudo em agregados com pessoas com deficiências graves.

Com tantas frases de coaching que surgem no linkedin a dizer que o céu é o limite, esse objetivo continua a depender e muito de onde nascemos, como nascemos. 

Tanto estás por fazer e tando está a ser feito. E a nossa convidada é um exemplo do desenvolvimento de soluções concretas para questões reais, do papel das universidades e da investigação nos processos de inclusão e na promoção do desenvolvimento sustentável.

Conversámos com, Josélia Neves. licenciada em Línguas e Literaturas Modernas, Mestre em Estudos Ingleses, desenvolveu a sua tese em Legendagem para Surdos, pela Universidade de Roehampton em Londres e na Universidade de Aveiro.

Enquanto Professora do Ensino Superior e investigadora, tem liderado vários projetos de investigação-ação em áreas como a televisão, cinema, turismo e educação, com o objetivo de criar condições de acesso a pessoas com deficiência, tornando-se, assim, especialista em Legendagem para surdos, Audiodescrição, Transcriação áudio-táctil e Comunicação multi  sensorial. Presentemente é Professora na Hamad Bin Khalifa University no Qatar, no Mestrado em Tradução Audiovisual. É membra do grupo de investigação internacional TransMedia. e da Direção da European Association for Studies in Screen Translation.

Recomendações

http://accessibleportugal.com

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Scroll to top